O apoio da população é vital no combate contra o Coronavirus




As últimas duas semanas não foram nada fáceis para o povo de Quitandinha. O município, que apresentou estabilidade e consistência no combate contra a doença por quase dois meses, viu desde o dia 07 de Maio uma alta violenta nos seus números, saltando de dois casos confirmados para vinte e sete em menos de duas semanas, culminando com a morte de uma munícipe na última segunda-feira (25).


O salto nesse número tem explicação, cuja resposta está na resistência de entendimento da população com relação aos cuidados necessários e tão enfatizados desde quando a pandemia foi declarada. “O Coronavirus, por enquanto, não tem cura comprovada. Enquanto a vacina não chega, o isolamento social é a única arma que temos para evitar a disseminação da doença. O problema é que quanto mais eficaz o isolamento social for, mais desnecessário ele vai parecer ser, porque as pessoas veem que os números não aumentam e criam a falsa sensação de que a doença já foi embora, ou que nem passou por aqui. É aí que consiste o grande erro que explica o aumento dos números”, aponta Caroline Przybylok, Secretária de Saúde de Quitandinha.


APOIO


De acordo com a Secretária, o apoio da população em cumprir as regras e as indicações de combate à doença se fazem mais imprescindíveis do que nunca neste momento. “No dia a dia dos trabalhos de fiscalização e monitoramento, nós notamos uma grande resistência das pessoas em cumprirem com as recomendações. Desde que abrimos o canal de denúncia, temos recebido várias indicações de aglomerações indevidas, reuniões e afins”, destaca.


A Secretária ainda enfatiza que o confinamento total – chamado de Lockdown - ainda é uma ferramenta possível para intensificar a ação contra o vírus. “Temos estudado várias possibilidades. Nós estamos batalhando e fazendo a nossa parte, realizamos barreiras sanitárias, intensificamos nossa fiscalização, porém não temos olhos em todos os lugares. Se nada disso funcionar, se a população não tomar consciência do seu papel no combate e se, por conseguinte, os números continuarem a aumentar, podemos aderir o Lockdown como estratégia sim”, afirma.


HISTÓRICO DE AÇÃO


Desde que foi declarada a situação pandêmica do Coronavirus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no dia 11 de Março, a Secretaria de Saúde e a Prefeitura traçaram planos de contingência e ação de enfrentamento ao vírus, tais como os decretos municipais que determinam as condições e horários de funcionamento do comércio e de templos religiosos, assim como centralizou a demanda de atendimentos referentes ao Corona no Posto Sede, que até então está sob livre demanda,sem sobrecarga e com eficiência de atendimento.


Quitandinha apresentou a sua primeira confirmação no dia 7 de Abril. O segundo caso confirmado veio uma semana depois, no dia 13 de Abril. Desde a confirmação do primeiro caso, os números da cidade ficaram estabilizados por um mês inteiro, até que no dia 07 de Maio a curva de confirmações subiu. Em duas semanas e meia, foram 25 confirmações seguidas, sendo 18 delas vindas da região do Pangaré.


Vendo o aumento drástico dos números no município e nesta região em específico, no dia 22 de Maio a Prefeita Maria Julia assinou o decreto nº 1.335/2020, adotando medidas emergenciais específicas para a contenção da disseminação da doença no Pangaré, como o enrijecimento das fiscalizações e maior controle do fluxo de pessoas na região.


No dia 14 de Maio, por meio do Decreto Municipal 1.332/2020, a Prefeitura e a Secretaria de Saúde abriram dois canais, um de dúvidas e outro para denúncias, em que o munícipe possa exercer a sua ajuda no combate à doença na cidade, seja se informando melhor dela ou denunciando àqueles que estão descumprindo com as ordens vigentes.


No Central Coronavirus, o cidadão pode tirar dúvidas com relação aos cuidados e sintomas da doença no número (041) 99795-3966.

A Fiscalização Municipal pode ser acionada no número (041) 99795-7594. Neste número, o munícipe pode fazer denúncias de aglomerações em festas, reuniões ou outras situações que exponham um claro risco de disseminação do Coronavirus.



Destaques
Notícias recentes

ONDE ESTAMOS

Rua José de Sá Ribas, 238, Centro.

CEP 83840-000

CNPJ 76.002.674/0001-97

 

Telefone: 41 3623-1231/ 3623-1508

                      3623-2118 / 3623-1293

Horário de atendimento:

Segunda à Sexta das 08:00 às 12:00

                              das 13:00 às 17:00  

Portal desenvolvido pela Assessoria de Comunicação da prefeitura de Quitandinha.