Governo decreta Emergência Hídrica no Estado e Quitandinha se prepara

16/05/2020

 

 

No dia 7 de Maio, o Governo do Estado do Paraná por meio do decreto nº 4.626, declarou Estado de Emergência Hídrica pelo período de 180 dias. Em seus 10 artigos, o Estado instituiu ações emergenciais, medidas de fiscalização e sanções para infratores, liberdade para execução de ações que visam diminuir – ou até mesmo racionar – o consumo, entre outras.

 

Tal medida foi tomada por conta da pior estiagem que o Estado está passando nas últimas décadas, que se consolidou de vez desde o fim de 2019, ano cujo verão choveu pouco e fez acender de vez as luzes de alerta para a capacidade dos rios e reservatórios no Estado.

 

Para Angela Melechenko, Bióloga da Secretaria de Educação, Esportes e Cultura de Quitandinha, a falta de chuva será uma constante nos próximos tempos. “A tendência é que a estiagem continue, já que as estações de Outono e Inverno são as mais secas. Assim sendo, devemos sempre utilizar a água com consciência, evitando o desperdício, principalmente agora em que não há previsão de chuvas significativas”, diz.

 

SITUAÇÃO LOCAL

 

De acordo com informações da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), a situação já está complicada no Estado todo. Duas das principais barragens, que servem para reservar a água das chuvas, já estão em estado de alerta, como é o caso da barragem do Passaúna e do Iraí.

 

A barragem do Passaúna, aliás, é responsável por abastecer a região de Fazenda Rio Grande e arredores, e a cidade já está passando pelo sistema de rodízio de abastecimento, em que parte de um sistema é desligado para dar prioridade a outro, alternadamente. “Fazenda está tendo que captar das cavas como ação emergencial. A cidade cresceu drasticamente nos últimos 3 anos, e o sistema não acompanhou”, afirma Jeferson Deda, técnico operacional da Sanepar em Quitandinha.

 

Apesar dos problemas estarem próximos, a Sanepar afirma que Quitandinha está tranquila com relação ao abastecimento, pelo menos por enquanto. “Como não dependemos de captações de rios, nosso abastecimento não está sofrendo ainda. Temos três poços com uma vazão condizente com o consumo atual do município. Não estamos operando acima da nossa capacidade”, afirma Jeferson.

 

De acordo com o técnico, o município consome em média 1 milhão e 100 mil litros de água por mês, e exalta a expansão da capacidade hídrica da cidade. “Até o ano passado tínhamos uma reserva de 10% da capacidade em casos de baixa. Hoje nós temos 55 a 60%, graças aos reservatórios elevados que temos em Quitandinha, um no parque industrial, outro na vila rural, e mais três na região central”, diz.

 

ECONOMIA E PRECAUÇÃO

 

Por mais que a situação de Quitandinha esteja relativamente tranquila em relação ao resto dos estados e municípios vizinhos, a incerteza da vinda de novas chuvas ainda deve colocar a cidade num estado de observação. “O decreto estadual de emergência hídrica vale para todos os municípios, e também poderemos implantar rodízios na cidade se observarmos um consumo mais alto que o normal e se a vazão dos nossos poços demonstrarem alguma anormalidade”, afirma Jeferson.

 

Assim sendo, economia e consciência continuam sendo a principal receita para que se diminua a possibilidade de Quitandinha sofrer com a estiagem histórica pela qual o Paraná está passando. “Devemos priorizar o uso da água potável para o que é realmente essencial como alimentação e higiene pessoal. Não é o momento de lavar calçadas e carros. Podemos reaproveitar a água da máquina de lavar roupas no vaso sanitário ou na limpeza de pisos e calçadas, também reduzir o tempo no banho, enfim, encontrando alternativas, sempre que possível, para o reuso da água”, afirma Angela Melechenko.

 

SERVIÇO

 

A Prefeitura de Quitandinha apela para que, caso os munícipes encontrem algum vazamento de água nas ruas, que avisem imediatamente a Sanepar pelo telefone 0800-200-0115. A linha funciona 24h e a ligação é gratuita.

 

Share on Facebook
Please reload

Destaques

Prefeitura abre Portal de Transparência para o Coronavírus

07/08/2020

1/10
Please reload

Notícias recentes
Please reload

ONDE ESTAMOS

Rua José de Sá Ribas, 238, Centro.

CEP 83840-000

CNPJ 76.002.674/0001-97

 

Telefone: 41 3623-1231/ 3623-1508

                      3623-2118 / 3623-1293

Portal desenvolvido pela Assessoria de Comunicação da prefeitura de Quitandinha.